Com ênfase no Rio de Janeiro, onde 12 cidades da região Metropolitana I receberão a vacina contra a doença. A imunização é parte de uma série de medidas iniciadas em 2023 para enfrentar as arboviroses.

image 13
O Ministério da Saúde intensifica o combate à dengue no Brasil 3

O Combate à Dengue

A vacinação será direcionada às regiões endêmicas, em 521 municípios, começando em fevereiro. A seleção das áreas prioritárias considerou municípios com mais de 100 mil habitantes, alta transmissão de dengue em 2023 e 2024, e predominância do sorotipo DENV-2.

O público-alvo inclui crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária com maior incidência de hospitalizações por dengue, totalizando 16,4 mil casos de janeiro de 2019 a novembro de 2023. A vacinação ocorrerá em duas doses, com intervalo de três meses.

A disponibilidade limitada de doses do laboratório fabricante da vacina demandou a definição de regiões prioritárias. A primeira remessa de 757 mil doses já chegou ao Brasil, com mais 568 mil doses previstas para fevereiro. Para 2024, o Ministério da Saúde adquiriu 5,2 milhões de doses e já contratou 9 milhões para 2025.

O Brasil é pioneiro na oferta da vacina pelo sistema público universal, incorporada em dezembro de 2023 após recomendação da Conitec. O cenário epidemiológico atual destaca 9.073 casos prováveis de dengue no Rio de Janeiro entre as semanas epidemiológicas 1 a 3 de 2024, comparados a 915 casos em 2023.

O Ministério da Saúde enfatiza a importância da eliminação de criadouros do mosquito como principal medida de combate às arboviroses, contando com 102.633 Agentes de Combate às Endemias em todo o Brasil, incluindo 11.464 para os municípios fluminenses.

fonte: Ministério da Saúde

Compartilhar:

Categorizado em:

Universo,

Última atualização: 12 de fevereiro de 2024

Tagged in:

, ,