Gêmeos de pais diferentes: Um caso raro e surpreendente!

Descubra a história real de gêmeos idênticos com pais biológicos diferentes. Um caso raro chamado superfecundação heteropaternal.

Por: Incrivel.org

Imagine ter gêmeos, mas cada um deles com um pai diferente.

Parece história de ficção científica, mas é um caso real, chamado de superfecundação heteropaternal.

O que é isso?

Em uma gravidez normal, um óvulo é fecundado por um espermatozoide. Na superfecundação, dois óvulos diferentes são fecundados por dois espermatozoides diferentes, no mesmo ciclo menstrual.

É muito raro?

Sim, extremamente raro! Estima-se que ocorra em apenas 1 em 10.000 gestações de gêmeos.

Um caso recente no Brasil

Em 2022, uma jovem de 19 anos, de Goiás, deu à luz gêmeos idênticos. Mas, após um exame de DNA, descobriu que um dos bebês era filho de seu ex-namorado e o outro do seu atual companheiro.

Como isso é possível?

A superfecundação só pode acontecer se a mulher tiver ovulado duas vezes no mesmo ciclo menstrual. E, para que os óvulos sejam fecundados por espermatozoides diferentes, é preciso que ela tenha relações sexuais com dois homens diferentes em um curto período de tempo.

Quais são as chances?

As chances de isso acontecer são muito baixas, mas aumentam se a mulher: Tiver um ciclo menstrual curto, Estiver ovulando em ambos os ovários, Tiver relações sexuais desprotegidas com mais de um homem em um curto período de tempo.

E os gêmeos?

Os gêmeos se desenvolvem normalmente, assim como qualquer outra gravidez. A única diferença é que eles têm pais biológicos diferentes.

Um caso raro

A história dos gêmeos de Goiás é um exemplo de superação e união. A mãe, os pais biológicos e toda a família estão aprendendo a lidar com essa situação rara e inesperada.

LEIA MAIS...