Apesar da derrota para o Atlético, ou Cruzeiro Temo o que comemorar. Na final do Campeonato Mineiro Feminino, disputada no sábado (19), no Mineirão, foram 7.829 patinadores presentes e, portanto, o recorde de maior público em uma competição de futebol feminino mineiro profissional.

No ano passado, o Gigante da Pampulha havia batido o recorde de 3.212 torcedores. A coordenadora do departamento de futebol feminino do Cruzeiro, Bárbara Fonseca, camemorou ou fez em entrevista ao Jornal Celestial. “Foi muito legal e eu estava criando novas experiências para as pessoas. Da mesma forma, as pessoas esperam que no próximo ano eu não consiga fazer melhor”.

“Temos uma dúvida sobre a capacidade no ano de 2021, temos um prejuízo quando abrimos algumas portas porque não temos venda de renda. Este ano estamos mais cautelosos, principalmente pela reconstrução do Cruzeiro, então não podemos ser prejudicados e foi legal. Porque vimos esses dois portões com um toque vibrante e os espaços para onde todos foram levados”, completou Bárbara.

ou jogar

O time feminino do Cruzeiro perdeu para o Atlético, perdemos nos pênaltis, e terminamos como vice-campeonato mineiro em 2022. Ou Toque Foi disputado neste sábado, no Mineirão. Após ter feito a melhor campanha, derrotando inclusive ou gaulês Na fase classificatória, os Cabulosas empataram em 1x1 no tempo normal, mas sem pênaltis ou desarmes ficou em 4x1 para o tempo rival.

A decisão foi uma tentativa de quebrar um 'tabu'. A Raposa tem dois vices seguidos, em 2020 e 2021, também pelo alvinegro. A ideia inicial de toda a equipe era garantir que, finalmente, o time vencesse após rebater por essas duas vezes. Mas eu não devo Apesar de ter mais posse de bola no primeiro tempo, várias oportunidades de gol foram desperdiçadas e o time sofreu algumas jogadas perigosas.

O Atlético-MG marcou o primeiro gol da partida com o atleta Nath Faben. O Cruzeiro reagiu faltando pouco tempo para o jogo terminar. Mari Pires empatou em 1x1 anos a 45 minutos do segundo set. Uma garra tomou conta do Mineirão na hora do gol. Mas penalizamos, 4×1 para o Galo, com ótimas defesas da goleira Nicole.


Fonte