“Ter contato com a obra de Paulinho da Viola é abrir as portas do coração para a arte e para o samba”, resume Criolo

Em homenagem a Paulinho da Viola, que comemorou seu aniversário no último sábado, 12, Criolo e Emicida vão regravar duas músicas do artista: Enredo Eu eu não quero vingança. A produção faz parte do projeto musical Atemporais do Spotify, que juntamente com os músicos também lançou dois vídeos exclusivos do processo de gravação para dois artistas convidados.

“Ter contato com a obra de Paulinho da Viola é abrir as portas do coração para a arte e para o samba, assim como para uma melhor expressão da nossa linguagem”, resume Criolo.

“Não quero vir de uma mensagem muito bonita de superação, de transcender alguém que te encantou, que te esmagou, de ir além disso. E na verdade eu converso com as folhas de alguma forma, aquela coisa de você ser maior ou que feriu você era, você não vai transformar não aquele machucou que você era”, explica Emicida, que trouxe os Prettos, dupla de samba Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira, que também coproduziu a faixa.

Estádio do Conteudo



Fonte