Uma fome que ataca a infância – 11/06/2022 – Opinião

Date:

massas eleiçõesé essencial que fomé que aflige uma parte considerável das famílias é um dos dois principais temas debatidos. Banir o país do mapa da fome e uma ação urgenteque vem não no primeiro dia de governador, mas passa pela construção de uma política de Estado de longo prazo, equânime e sustentável.

A fome dói e adoece sem discriminação de idade, gênero e raça. mais é entre as famílias com crianças pequenas que mostra seu rosto mais cruelenfraquecendo ou presente e comprometendo ou futuro das crianças.

Durante a primeira infância, o cérebro está no auge do desenvolvimento, disparando 1 milhão de sinapses (junção de neurônios) por segundo. As crianças que não recebem os nutrientes necessários nesta fase podem ter prejuízos cognitivos, mais dificuldades de aprendizagem, alfabetização e compreensão do mundo, com impactos na sua autoestima, trajetória escolar e capacidade produtiva no futuro.

A escola é um importante elemento de acesso às famílias mais pobres e, portanto, mais expostas a insegurança alimentar. Uma oferta de snacks de qualidade com potencial para maximizar a dieta escassa e desequilibrada de muitos deles.

Embora seja essencial garantir as crianças na escola, haverá uma falta significativa de matrículas durante uma pandemia. Os dados do Censo Escolar de 2021 mostram que ou Acesso à educação infantil caiu 7,3% entre 2019 e 2021 no Brasil —Isso quer dizer 653 mil crianças pelo menos na escola.

Como auxílio do governo federal, uma campanha de busca ativa coordenada entre as áreas de assistência, saúde e educação precisa ser priorizada para que os governos estaduais exerçam seu papel no regime de colaboração e ajudem os municípios de todo o país.

Nada é mais eficaz do que uma política pública para alcançar a capilaridade que um país continental como ou nós precisa. Mas, para ser eficaz, uma política pública deve ser equitativa.

Pesquisa mostra impacto positivo dois programas de transferência de renda não combatem fomeespecialmente aquelas voltadas para mulheres em situação de vulnerabilidade, que, ao terem acesso a algum recurso financeiro, despendiam, prioritariamente, em alimentando.

Essas iniciativas precisam ser reforçadas, ampliadas e focadas nas áreas mais precisas. Um diagnóstico emergencial de que os esforços de estados, municípios e União podem ser cruciais para garantir a equidade na distribuição dos recursos.

Nos últimos meses, diferentes revoltas trouxeram ou saldo milionário da fome. Não é o brasil, oh Inquérito Nacional sobre Segurança Alimentar no Contexto da Pandemia Covid-19 indica que 6 a cada 10 famílias vivem com algum grau de insegurança alimentar.

Não faltam evidências que confirmem a gravidade da situação. Além disso, que parte das consequências é de longo prazo, então As ações precisam ser imediatas. Uma criança não pertence apenas a uma família, cidade ou estado. Está na nossa Constituição: formação e responsabilidade de todos nós, governantes, empresas, terceiro setor e sociedade. Este é o momento de unir forças.

TENDÊNCIAS / DISCUSSÕES
Os artigos publicados com o assunto não são traduzidos na opinião da revista. Sua publicação se deve ao propósito de estimular ou debater dois problemas brasileiros e mundiais e refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

Fonte

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Share post:

Subscribe

Popular

More like this
Related