Axolote ameaçado de extinção ganha espaço no Zoológico de Brasília

Date:


Animal chegou em janeiro ao DF e, agora, pode ser visitado não borboletario. Cego e com alta capacidade regenerativa, anfíbio e importante para pesquisas científicas. Axolotl é exibido no Zoológico de Brasília Zoológico de Brasília/Divulgação O Zoológico de Brasília tem um novo animal em exposição para os visitantes. Conhecido como “eterno juvenil”, ou axolotl, espécie ameaçada de extinção, ganhou um espaço não borboletário. LEIA TAMBÉM: SAIBA MAIS SOBRE A ESPÉCIE: animal se regenera e pode revelar a chave da imunidade ao câncer ambientes e água doze. São cegos e possuem alta capacidade regenerativa, sendo importantes para pesquisas científicas (saiba mais abaixo). Segundo o zoológico, em janeiro, o bicho – que ainda não tem nome – foi entregue voluntariamente ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis ​​(Ibama) e rastreado até Brasília. “Uma equipa da Direção de Répteis, Anfíbios e Artrópodes (DRA) presta assistência à vida e cuidados necessários”, informou o zoo. Como ele ou axolotl? ‘Axolotl na imagem do arquivo Getty Images via BBC Uma espécie pode medir entre 15 cm e 45 cm e é conhecida por atingir a maturidade sexual, mas permanece em estado juvenil. Por isso, eles são chamados de “eterna juventude”. Os axolotes são nativos do México e estão ameaçados de extinção. “Graças ao trabalho de pesquisadores e aquaristas, o axolote pode ser encontrado espalhado em vários recintos ao redor do mundo”, diz o Zoológico de Brasília. Segundo a instituição, o axolote é um animal “muito importante para a pesquisa científica” por causa de sua capacidade de regeneração. “Em caso de perda de um membro do seu corpo ou perda parcial de dois órgãos, eles têm a capacidade de regenerar 100% das instalações afetadas, restabelecendo integralmente as instalações e suas funções”, afirma Carlos Eduardo Nóbrega, diretor do Direcção de Répteis, Anfíbios e Artrópodes. Axolote é exibido no Zoológico de Brasília Zoológico de Brasília/Divulgação Atualmente, o Zoológico de Brasília abriga três axolotes: dois juvenis e uma fêmea adulta. Porém, apenas dois machos estão em exposição. As demais estão fora, na tentativa de reproduzi-las para contribuir com a conservação da espécie. Para visitar a “eterna juventude” não borboletário, basta ir ao Zoológico, de quarta a domingo, das 9h às 12h ou das 13h30 às 16h30. Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Fonte

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Share post:

Subscribe

Popular

More like this
Related