10 dias para varejistas venderem mais na Black Friday | PR Newswire

Date:

Veja o checklist com as principais sugestões que os especialistas da Linx vão preparar para quem deseja planejar uma sólida estratégia de vendas

SÃO PAULO, 17 de novembro de 2022 /PRNewswire/ — Nos últimos anos, uma Black Friday introduzida pontualmente no calendário de eventos do futebol brasileiro, consolidou-se como uma das datas mais relevantes para o setor. Pensando na Nisso, a Linx, gigante do segmento de software para varejo e a empresa StoneCo, convocou seus especialistas para rastrear alguns temas relevantes para que o empresário coloque em prática na Black Friday.

Para este ano, a expectativa é que 50% dos dois consumidores façam compras na Black Friday, segundo pesquisa da Globo, mapeando novas oportunidades, já que a Copa do Mundo será realizada de 21 de novembro a 18 de dezembro. Com a alta demanda e o volume de compras crescendo cada vez mais, é preciso se planejar para que a estratégia vá além de dois descontos.

As novas tendências do varejo possibilitam o surgimento de um novo comportamento entre os consumidores, e uma prova disso é que ele é omnichannel. Mesmo voltando a frequentar lojas físicas, o cliente não abandona nem meio online, agilizando a compra e comparando preços. O modelo “phygital” – uma mistura de físico e digital – tem se encaixado, traçando para alcançar a digitalização do estoque e melhorias no e-commerce e ainda usando as redes sociais como estratégias para atrair clientes para hospedagem física e o melhor aproveitamento dos dados sazonais do varejo

Para Tiago Mello, CPO e CMO da Linx, é importante que o varejista esteja atento às mudanças do setor. “Segundo nossa base de clientes Linx Digital, em 2021, registramos um crescimento de 27,4% no número de pedidos omnichannel durante a Black Friday e um crescimento de 88% na retirada de produtos nas lojas físicas. Acredito que esse comportamento deve ser explorado cada vez mais, para que, da mesma forma, o empresário alcance seus objetivos”, comenta.

Como aprovar esse novo momento do varejo?

Para o varejista fazer sucesso nas vendas na Black Friday e começar a se preparar para Natal, a Linx prepara 10 dicas infalíveis e importantes para o setor. Confira abaixo:

1. Atenção à cadeia de suprimentos

Quanto maior a variedade de elementos, tamanhos e núcleos de arranjo, maior a probabilidade de ruptura. Não há nenhuma tentativa de avaliar quais produtos você pretende colocar em promoção em um “estoque incendiário” e quais costumam ter o maior giro na loja e que não pode faltar nenhum dado, ainda que quem está preso não tenha estoque para muito tempo e que vale a pena colocar para vender neste período.

2. Calendário atípico e planejamento promocional

A Copa do Mundo de Futebol vem depois da Black Friday. É importante saber aproveitar ou “pedir” dados para vender itens com temática esportiva, principalmente futebol.

3. Aproveite o relacionamento desenvolvido com os clientes

Cliente gosta de ser bem atendido e ainda mais de ser lido! Aumente o engajamento de vendas criando campanhas promocionais e campanhas com seus principais clientes.

4. Agilidade nas promoções

Pense em ações específicas e mapeie as possibilidades para elaborar um plano ágil e imediato. Um exemplo é se movimentar de acordo com os resultados de dois jogos da Copa do Mundo.

Uma estratégia de publicidade digital ajuda a atrair clientes e dar mais visibilidade. É sempre importante lembrar que quem não aparece não vende.

6. Entenda melhor o comportamento do consumidor

Tanto a Black Friday quanto a Copa do Mundo influenciam fortemente o comportamento do consumidor. Entender os momentos de compra é fundamental, mesmo com grandes aquisições de televisões, celulares e eletroeletrônicos de dados planejadas para dar suporte aos seus jogos. Além disso, sempre achei que você poderia vender mais do que esperava.

7. Aprovar ou dar poder a dois dados

Para coletar e analisar dois dados, dois consumidores são essenciais para organizar melhor os shoppings e ter um determinado volume de estoque em cada ponto de venda. Este é um recurso básico para fazer o cliente voltar para uma próxima compra no Natal e criar um fluxo de consumo.

É fundamental disponibilizar mais canais, cuidar da retirada dos pedidos online na loja física e aproveitar as oportunidades para fazer uma nova venda, de forma estratégica e personalizada. A interação direta com cada vendedor, além do espaço físico da loja, aumenta a capacidade de venda e torna a presença digital mais relevante.

Nem sempre é fácil recrutar mão de obra temporária também para o período da Black Friday e do Natal. O ideal é começar essa busca com antecedência. Aproveite também para buscar novos talentos e implementar novos processos.

Busque possibilidades de diminuir o valor do frete e o prazo de entrega. Se possível, ofereça frete grátis, afinal, os clientes estão comprando na Black Friday para pagar menos. Uma alternativa é buscar parceiros especializados, que farão a entrega com segurança e agilidade. Ele estará preparado para receber pedidos de caminhões e lembrar que as mercadorias também precisam ser acordadas.

Em um Linx A empresa de plataforma de software Stone Co., a Linx é especialista em tecnologia para vending e líder no mercado de software de gestão, com 45,6% de participação no mercado de vending, segundo atestado da IDC. Toda uma experiência Linx é focada em um grupo de — e para — pessoas, conectando o indivíduo com a facilidade, a inteligência e a experiência desejada do mundo online ou offline. Para saber mais, acesse: www.linx.com.br/impresa.

Fonte

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Share post:

Subscribe

Popular

More like this
Related